Pages

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Meu crepúsculo

“Por favor, não me analise

Não fique procurando cada ponto fraco meu.

Se ninguém resiste a uma análise profunda,

Quanto mais eu…

Ciumento, exigente, inseguro, carente

Todo cheio de marcas que a vida deixou

Vejo em cada grito de exigência

Um pedido de carência, um pedido de amor.

Amor é síntese

É uma integração de dados

Não há que tirar nem pôr

Não me corte em fatias

Ninguém consegue abraçar um pedaço

Me envolva todo em seus braços

E eu serei o perfeito amor.”

Mario Quintana

Olá, amigos!

Fui fortemente influenciada por segundos, terceiros e quarto a inicar um blog. (Sim, inveja mata!)

Sem muito o que falar, deixo inicialmente um texto do Mario Quintana. Que diga-se de passagem, é meu autor favorito além de expressar incrivelmente bem uma parte de mim já que o meu perfil a deixa incógnita.

Mesmo sem a certeza de que alguém lerá, como vocês estão? Apesar do calor e da solidão, estou bem. Nessa pequena e insignificante cidade onde se frita ovo ao solo, eu lhes escrevo agora o que passa pela minha mente apesar de na maioria das vezes ser meio que difícil transcrever ao papel - ou ao computador, como queiram - muito dos meus sentimentos.

Como eu sinto falta da chuva. De onde eu vim chovia sempre do nada, era muito bom! Sempre relacionei o cheiro a alguma saudade. E a chuva traz o cheiro de terra molhada, traz o cheiro de uma saudade antiga pra minha jovem existência. Nesse lugar quente e sem muito verde a chuva ainda só durou alguns segundos de pingos esparsos mas... mesmo assim foi muito bom ver alguma água cair do céu.

A chuva sempre foi contraditória... Seu cheiro me desperta algo que não sei explicar, bom deve ser o cheiro da vida...

E a vigilha continua

A chuva esta velada

Ate que se torne uma tempestade dentro e fora de mim!!!!

"Até mais ver... em francês: Orrevuá"

2 comentários:

B i α disse...

Muito bom o seu texto, viu???
Muito, muito, muito, muito bom mesmo!

Ironias à parte...

Jadie disse...

ahahhaha
até mais ver em frances orrevua
é de madeline..!
adoreii..!

Postar um comentário